Teste do Coraçãozinho

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars   (4,50 de 5 com base em 2 votos)
Loading...

A maioria das pessoas já ouviu falar em teste do pezinho. Aqueles que são próximos de crianças pequenas talvez também conheçam os testes da orelhinha e do olhinho. São exames da chamada triagem neonatal que servem para diagnosticar possíveis doenças antes que os sintomas se manifestem e costumam ser realizados ainda na maternidade. Mas há outro teste igualmente importante que ainda não caiu na boca do povo nem na rotina dos hospitais: o teste do coraçãozinho.

Teste do Coraçãozinho

Teste do Coraçãozinho

O que é? | Quando deve ser feito? | Como é feito? | Quanto custa?

O que é?
O teste do coraçãozinho, ou oximetria de pulso, é usado para averiguar as chamadas cardiopatias congênitas que são defeitos na formação ou nas funções desenvolvidas pelo coração. Essa condição se estabelece logo no início da gestação quando o coração está sendo formado. E todo mundo sabe que o coração é um órgão bastante importante para passar sem o cuidado devido. Por isso, há uma ampla frente de defesa médica para que ele seja decretado obrigatório na triagem neonatal das maternidades. Esse coro fundamenta sua argumentação em números de arregalar os olhos: 1 em cada 100 bebês pode apresentar algum tipo de defeito no funcionamento do coração. Segundo dados da Associação de Assistência à Criança Cardiopata – Pequenos Corações, no Brasil nascem anualmente cerca de 23 mil crianças com problemas cardíacos. Dessas, cerca de 80% precisam de cirurgia, mas só 10 mil recebem o tratamento adequado. Principalmente por falta de diagnóstico.

Quando deve ser feito?
Por isso, idealmente, o exame deve ser feito nas primeiras 24 horas do bebê ou, pelo menos, antes dele receber alta para ir para casa.

Como é feito?
O teste é rápido e não incomoda em nada o bebê. É só uma pulseira que mede a saturação de oxigênio no sangue. Quando os níveis de oxigênio são inferiores a 95% isso pode indicar a possibilidade de um defeito no coração.

Quanto custa?
“Hoje o Teste do Coraçãozinho ainda não é realizado de rotina na cidade de São Paulo, pois o Projeto de Lei que o institui ainda não foi aprovado. Mas desconhecemos a informação de que algum hospital esteja realizando o Teste mediante algum tipo de cobrança, pois é um teste muito simples, que não demanda exames laboratoriais nem maquinário complexo, apenas se usa um oxímetro para realizá-lo. Estima-se que o custo total, somando o tempo de 5 minutos que o profissional irá gastar para fazer o referido teste, não ultrapasse o valor de R$5,00. Portanto não há que se falar em cobrança para se realizar o referido Teste. Alguns hospitais privados oferecem o teste como diferencial de atendimento, como por exemplo, o Hospital São Luis na cidade de São Paulo.” – Marcia Adriana S Rebordões, AACC Pequenos Corações

Avalie o artigo "Teste do Coraçãozinho":
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars   (4,50 de 5 com base em 2 votos)
Loading...

Gostou do Post? Comente!

Uma ideia sobre “Teste do Coraçãozinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *